O Orgulho na Janela surge como um manifesto pela vida das pessoas LGBTQIA+ que vivem e resistem em situação de vulnerabilidade, com as suas vidas afetadas diretamente pelo COVID-19. Com eventos e paradas LGBTQIA+ canceladas no mundo inteiro, só nos resta uma alternativa: colorir a cidade celebrando o orgulho no lugar mais democrático que temos atualmente: as nossas janelas.


Um projeto por Souumgabriel para a Casa Chama e Projeto Existimos.


***

MANIFESTO


Mais do que nunca, precisamos celebrar. 

Por mais que não pareça, nós temos motivos.

Não é a primeira vez que um vírus tenta fazer isso por aqui, 

ou que tentam nos matar, nos calar e nos oprimir. 

 

Precisamos celebrar a nossa gente que resiste, 

de lá do alto do morro, ao canto mais escuro do armário. 

Celebrar as nossas lutas diárias, sendo poc, transgênere, bi ou sapatão, 

porque seguimos (r)e-xistindo em meio a tanta opressão. 

Celebrar por todes nós. mostrar a potência que tem a nossa voz. 

  

Mesmo que não dê pra sair na rua, vamos colocar o nosso orgulho na janela. 

Estende essa bandeira que é pra todo mundo ver que, 

mesmo dentro de casa, a gente segue forte e faz acontecer. 

 

É por tudo isso que a gente tem que agir. 

Sem pensar em voltar atrás, 

a nossa luta também é por quem resiste 

sem ter pra onde ir.  

 

Então que hoje e sempre vc saiba, 

vc não está sozinhe e se, 

de novo, tentarem nos matar, a gente vai resistir. 

Nosso símbolo é um arco-íris, 

que é pra não perder a fé no amanhã que está por vir. 

 

Então grita, se pinta, DÁ PINTA. Se olha, se ama, se solta. 

Se orgulha e celebra com a esperança que isso tudo vai passar. 

 

Essa luta é nossa. Perto ou longe, na rua ou na janela. 

vamos celebrar e cuidar uns dos outros, 

pelo nosso direito de amar.

***

CONHEÇA A CASA CHAMA


instagram.com/casachama_org


A Casa Chama é uma organização civil formada por pessoas trans e cis aliadas, fundada em 2018 com o intuito de visibilizar a população trans por meio de ações em cultura, saúde, empreendedorismo e educação financeira. Durante a pandemia, o aumento da vulnerabilidade enfrentada por pessoas trans motivou a organização a realizar ações emergenciais dedicando esforço total à redução dos danos causados pela pandemia, distribuindo cestas que contém alimentos, kits de higiene pessoal, doméstica e kits de redução de danos. Atualmente, a organização assiste presencialmente 50 pessoas trans, enquanto outras 200 são acompanhadas remotamente com o auxílio da rede aliada, uma vez que na Casa Chama quem acolhe é acolhido, e quem é acolhido também acolhe.


***

CONHEÇA O PROJETO EXISTIMOS

instagram.com/projetoexistimos


Iniciado em 2020, o Projeto Existimos tem como objetivo criar visibilidade e criar conscientização no âmbito social, para pessoas transvestigênere, que vivem em situação de vulnerabilidade nas ruas de São Paulo, por meio de publicações no instagram do projeto.

Neste momento, o projeto atende às necessidades mais urgentes que são: barracas, colchonetes e edredons. Essa medida é uma medida emergencial, para que então, seja possível criar medidas de ressocialização das pessoas que são apoiadas pelo projeto.